A fidelidade de José - Pr. Eri Carlos

Defendendo o Campo de Lentilhas-Pr. Eri Carlos

Senhor, mostra-me o Teu Caminho

Resgatando as Ovelhas Perdidas

Resgatando as Ovelhas Perdidas
Jesus é o Bom Pastor. O bom pastor dá sua vida pelas ovelhas, ele deixa as 99 no aprisco e busca a que se desgarrou, trazendo-a em seus ombros. Enquanto perdemos nosso tempo com coisas supérfluas, muitas ovelhas estão perdidas e cabe a nós a missão do IDE para resgatar tais ovelhas que se desgarraram do aprisco do Senhor Jesus. Há uma estatística no Brasil de que 40 milhões de evangélicos pararam na beira do caminho, isso sem contar aqueles que não tiveram um encontro real com o Senhor. Não cabe a nós julgar a razão ou os "porquês", mas precisamos fazer alguma coisa para que o adversário de nossas almas não venha a se regozijar, e que o Reino de Deus venha a ser acrescentado com o número dos que hão de se salvar. Se você está desanimado ou parou nesta caminhada gloriosa, em nome do Senhor Jesus retome sua caminhada e seja um soldado de Cristo. Lembre-se que Ele deu a própria vida na cruz do calvário por mim e por ti e ainda nos garante a salvação. Deus te abençoe! Pr. Eri Carlos

Louvores Escritos

Livretes Cristãos

Bíblia OnLine

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pré-Tribulacionismo - A doutrina das últimas coisas



A Doutrina das Últimas CoisasPré-Tribulacionismo



Eri Carlos






AGRADECIMENTOS




De sincero coração agradeço ao Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo pela paciência, misericórdia e bondade para com minha vida, bem como, ter me direcionado a elaborar esse estudo, através de pesquisas Bíblicas, Seminário e inspiração pelo Seu Espírito Santo.

Agradeço à minha esposa Maria e ao meu filho Douglas por sempre terem me ajudado em suas orações, dando-me forças nesta caminhada rumo à glória celestial.



RESUMO


Estudo Teológico das Coisas Finais com base Bíblica (Parousia, Ressurreição, Vida além-túmulo Julgamento, Fim do Mundo e o Apocalipse).

O fim vem e estamos vivendo os últimos momentos, mas a Igreja do Senhor será preservada da ira vindoura de Deus, sendo arrebatada no glorioso e almejado encontro com Jesus Cristo nos ares. Os fiéis receberão galardão e brilharão como o sol, as estrelas e a lua e gozarão juntamente com o Senhor Jesus das bênçãos prometidas para todo sempre.

Para os que não forem arrebatados, serão tempos penosos como nunca visto antes, pois durante a Grande Tribulação ocorrerão catástrofes por toda parte.

O Anticristo e o Falso Profeta estarão dominando o mundo e mostrarão sua verdadeira face de destruidor. Há esperança em Cristo de evitar o pior pelo Seu imenso amor para com o pecador.

Jesus Cristo se doou por nós e foi morto pelos próprios homens, mas a morte não pode vencê-lo, sendo ressuscitado em glória e ainda intercede por nós junto ao Pai.

O Senhor Jesus foi preparar lugar para os que o temem e brevemente virá buscar Seu povo.  Na morada celestial não haverá mais morte, dores, pranto, enfermidades, perseguições, fome, angústias e tristezas. Tudo se fez novo e o tempo de cantar chegou.



  

 

A Doutrina das Últimas Coisas



Pré-tribulacionismo e as evidências

 

O Pré-tribulacionismo ensina que o arrebatamento da igreja de Cristo acontecerá antes do período conhecido como Grande Tribulação.
O Arrebatamento é mais claramente apresentado em I Tessalonicenses 4.13-18. Nessa passagem o apóstolo Paulo relata que primeiramente os mortos salvos ressuscitarão e depois os vivos serão arrebatados nos ares para o encontro tão esperado com o Senhor Jesus Cristo.
No versículo 17 a palavra "arrebatados" traduz a palavra grega harpazo, que significa "dominar por meio de força" ou "capturar". Essa palavra é usada 14 vezes no Novo Testamento Grego de várias maneiras diferentes.
É promessa do Senhor quando disse que onde Ele estiver nós estaremos também (At 1:9; Ap 1:12; Jo 12:26; 14:3 e 17:24).

A     Esperamos e almejamos ardentemente a volta de Cristo para subirmos em nuvem de glória e num corpo incorruptível na ocasião do arrebatamento para estarmos juntos com nosso Senhor para sempre.
 Ora, quem espera algo não vê o momento que isso possa acontecer. Exemplo: uma noiva se prepara e espera ansiosa pelo momento do casamento ou quem tem um filho distante e este informa que virá para casa e é natural que a espera e a expectativa é muito grande.
Se passássemos pela grande tribulação com certeza saberíamos a data muito aproximada da volta de Cristo e a Palavra diz que ninguém sabe a hora nem o dia que o Filho do Homem virá.
Seria também improvável ter um grande número de cristãos que sobrevivesse durante a grande tribulação, pois quem não aceitasse a marca da besta em sua mão ou testa seria eliminado.
A terra já estaria transformada e sem condições de produtividade e a água em grande parte compromissada. Como alguém poderia sobreviver por esse período sem comer e beber?
Obs.: Não estou referindo que não haverá salvação na Grande tribulação, mas que será tempo dificílimos como nunca vistos antes.

Quando ocorrerá o fim?


Jesus disse que ninguém sabe a hora, nem o dia de Sua volta para arrebatar Sua igreja, sendo se soubessem o momento que o ladrão iria entrar nas casas, seus proprietários estariam alertas e vigilantes.
      Dessa forma também Jesus deixou muitas evidências através de Suas Palavras a respeito da precedência de Sua vinda, se referindo a guerras e rumores de guerra, maremotos, terremotos, fome, pestilência, catástrofe, sinais no céu etc.
     
"Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes" (Lc 21:11).

"...e haverá terremotos em diversos lugares, e fome. Isto será o princípio das dores." (Mc 13:8).

"Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas. Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra." (Lc 21:25-26).

O fim de tudo chegará e está próximo, devemos atentar para a Palavra de Deus e nos preparar a cada instante.
Observemos que Deus fez o mundo em seis dias, depois descansou no sétimo. Para Deus mil anos são como um dia (Sl 90:4) e Ele tudo é e tudo pode, então poderia ter feito o mundo num piscar de olhos, mas também poderia ser uma simbologia dos dias que representaria sua duração final.
Imaginemos que cada dia de criação seja mil anos atuais, então o mundo estaria no final dos seis mil anos e entrando no sétimo, desta forma a igreja do Senhor entraria no ano de descanso de gozo e de glória tão almejado.

Precisamos estar atentos às profecias

      Nos tempos de Noé, Deus anunciava o final com um dilúvio colossal, e, enquanto Noé e sua família construíam a arca, muitos zombavam dele. O fato é que depois de construída, Deus manda que ele com sua família e os animais entrem na arca.
      Sete dias depois aconteceu o que Deus havia dito, pois Deus não é homem para que minta e nem filho do homem para que se arrependa.

Deus falou, está falado!

Todo aquele povo pereceu, salvando apenas oito pessoas (Noé, sua esposa, seus três s e suas três noras).

Abraão, conhecido como o pai da fé, manda buscar uma esposa para Isaque e tão logo o emissário a encontra, expõe o motivo de sua ida. A mulher escolhida para Isaque chamava-se Rebeca a qual depois de receber a proposta, ficou ansiosa para conhecer seu futuro esposo.
A noiva (igreja) também anseia por esse encontro com seu noivo (Jesus Cristo), sendo então transformada num corpo incorruptível, semelhante ao do Senhor Jesus. (I Co 15:52-53-54-55-56 Ap 2:7 e 3:11).

Em nossos dias estamos vivenciando o cumprimento das profecias e os sinais deixados por Cristo sobre Sua volta.
      Como nos dias de Noé, muitos estão despercebidos e não estão crendo nos acontecimentos, pois o príncipe desse mundo têm cegado com a incredulidade, mas cabe a nós anunciarmos com convicção a volta de Cristo.
      Nos púlpitos, temos visto muitos pregadores que agradam a platéia com palavras lisonjeiras que massageiam o ego dos ouvintes, bem como com promessas de milagres e prosperidade material. Entretanto, são poucos os profetas que têm coragem de falar sobre o pecado, repudiando-o veementemente como aconteceu com Elias nos tempos do rei Acabe, para que almas possam alcançar a salvação.

      Muitos estão preocupados com o que dá certo e não o que é certo.

      Estamos precisando de um grande avivamento para o povo de Deus se voltar ao primeiro amor e se arrepender de todo coração.
      Um verdadeiro avivamento onde haja arrependimento dos maus caminhos, pedido de perdão, verdadeira adoração ao Senhor, oração, consagração, jejum e interesse de salvação pelas almas perdidas.
      Precisamos deixar o egoísmo e orar mais e mais, pois a cada minuto cerca de oitenta e três pessoas estão descendo à sepultara e mergulhando diretamente para perdição eterna, em virtude de não se arrependerem ou de não conhecerem a verdade.
      Estamos sendo negligentes com a missão do “ide” e enquanto muitos têm se preocupado com posições, status e bem estar, Jesus Cristo está voltando.
      A oração é a chave que abre todas as portas, é preciso ser imitador do Senhor Jesus.
      Todos os homens que tiveram êxito em suas missões eram homens de constante oração.
      Quanto sofrimento aconteceu com o apóstolo Paulo, sendo açoitado cento e noventa e cinco vezes, três naufrágios, foi preso, apedrejado, apanhou de varas e ainda disse: Combati o bom combate, terminei a carreira e guardei a fé.(II Timóteo 4:7).
     
Policarpo já de idade avançada morreu na fogueira, mas não negou o nome santo do Senhor Jesus, tendo garantida a coroa da vida.
Dave Brainerd, Savaranola, Willian Carey, Parson, irmãos Berger, foram homens de oração e que se empenharam de todo coração para avivar a obra do Senhor. Quantas almas foram ganhas por esses servos de Deus.
Precisamos mudar esse quadro de frieza e estar cheios do Espírito Santo, pregando a Palavra de salvação aguardando a volta do nosso amado Senhor.
Toda noiva se atavia e se prepara para receber seu noivo com muita ansiosidade. Uma noiva limpa com o coração cheio de alegria que almeja o grande momento do encontro.

"Bem-aventurado aqueles que lavaram as suas vestiduras no sangue do cordeiro...e possam entrar na cidade pelas portas". (Apocalipse 22:14).

      Marta estava apegada às coisas desta vida, enquanto que Maria servia e adorava ao Senhor Jesus.  Ela fazia questão de estar onde Jesus estava.
      Certa vez ela derramou um ungüento (perfume) caríssimo sobre os pés do mestre, sendo que alguém a recriminou pela sua atitude, dizendo que era desperdício, por ser um perfume tão caro, mas ela não importou e secou os pés do mestre com seus próprios cabelos.
      Maria era uma verdadeira adoradora e sabia onde estava investindo o seu futuro. A Palavra de Deus diz: Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”. (Mt 6:21).                                                                                                                                                                  
       A Ascensão

      Depois que Jesus expirou sobre a cruz, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia, porque era impossível que Cristo fosse retido pela morte; também a sua ressurreição tinha sido anunciada por Deus na sua palavra, com efeito, Davi tinha dito: "Não deixarás a minha alma no Hades, nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção" (Atos 2:27).
É claro que Davi não falou dele porque o seu corpo permaneceu no sepulcro e viu a corrupção, mas falou da ressurreição de Cristo, de um dos seus descendentes. Ele sabia que Deus lhe tinha prometido com juramento que o faria sentar sobre o seu trono eternamente conforme está escrito: "O Senhor jurou a Davi com verdade, e não se desviará dela: Do fruto das tuas entranhas porei sobre o teu trono" (Salmos 132:11).
Jesus era da descendência de Davi, conforme II Timóteo 2:8 e Mateus Cap. 1.

Após Jesus ter ressuscitado se fez notório àqueles que ele tinha escolhido, comeu e bebeu com eles, e discutiu coisas relativas ao reino de Deus e deu-lhes mandamentos, permanecendo na terra por quarenta dias para cumprimento das profecias.
Finalmente Jesus estava pronto para ser recebido no céu, com sua missão cumprida e coroada de êxito. No momento de sua ascensão estavam reunidos aproximadamente quinhentas pessoas que o viram subir corporeamente ao céu. E eles perplexos olhavam para o alto, vendo Jesus subir entre as nuvens.
“E estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco; Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir”. (Atos 1:10-11).
Dois anjos haviam ficado para contar aos discípulos a promessa de Jesus, sendo a melhor delas de que Ele voltaria para buscá-los. Eles saberiam que era Jesus porque Ele lhes havia dito o que deviam esperar. Saberiam que era Jesus porque Ele voltaria da mesma forma que se foi para o Céu.
Jesus foi recebido no céu à direita da Majestade para que se cumprissem às palavras de Davi: "Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés" (Salmos 110:1). E do céu, a seu tempo, ele voltará com poder e glória.
     

Aguardando a volta de Cristo


      Todo cristão deve almejar com todas as forças do coração a volta do Senhor Jesus para buscar Sua amada noiva (igreja).
      Precisamos estar preparados como as cinco virgens prudentes que tinham reserva de azeite, fato que não ocorreu com as cinco néscias, as quais ficaram de fora.(Mt 25).
      A reserva é estar cheio do Espírito santo vivendo em comunhão vertical com Deus e horizontal com os irmãos, orando, jejuando, consagrando, se preparando para a ocasião de todas as ocasiões.
      O apóstolo João dizia: Filhinhos já é chegada a última hora” (I João 2:18); creio por fé que se João vivesse nos dias atuais diria: “Filhinhos já é chegado os últimos segundos”.
Os versículos que afirmam a volta de Cristo a qualquer momento, sem aviso prévio, e aqueles que instruem os crentes a esperar e aguardar a vinda do Senhor ensinam a doutrina da iminência.

Observemos as seguintes passagens do Novo Testamento:
ü    I Coríntios 1.7 – “... aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo";
ü    I Coríntios 16.22 – "Maranata!";
ü     Filipenses 3.20 – "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo";
ü     Filipenses 4.5 – "Perto está o Senhor".
I Tessalonicenses 1.10 – "e para aguardardes dos céus o Seu Filho...";
ü    Tito 2.13 – "aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus”;
ü    Outras passagens: Outras I Tessalonicenses 4.15-18 – I Tessalonicenses 5.6 – I Timóteo 6.14 – Hebreus 9.28 - Tiago 5.7-9 – I Pedro 1.13 – Judas 21 –• Apocalipse 3.11; 22.7, 12, 20 – Apocalipse 22.17, 20.

Ao considerarmos as passagens mencionadas acima, observamos que Cristo pode voltar a qualquer momento, que o Arrebatamento é de fato esperado. Somente o pré-tribulacionismo pode dar um sentido pleno, literal, a tal acontecimento iminente.
Em Tito 2:13 a exortação a que aguardemos a “manifestação da glória de Cristo” para os Seus e perde seu significado se a Tribulação tiver que ocorrer antes. Fosse esse o caso, os crentes deveriam observar os sinais e tão somente saberia o momento exato da volta de Cristo.
      O Novo Testamento, todavia, como demonstrado acima, uniformemente instrui a Igreja a olhar para a volta de Cristo, ao passo que os santos da Tribulação são exortados a observar os sinais.

Como será a volta de Cristo?

     
      Será quando for meia noite (Mt 25:6), sendo considerada como a noite da apostasia, materialismo e da era atômica.
O rapto da igreja (noiva) ocorrerá num abrir e fechar de olhos (menos de um milésimo de segundo). (Esse será o tempo que Jesus levará para tirar a Igreja da Terra I Co 15:52).
      A igreja será arrebatada para o encontro com Jesus nos ares, e após o arrebatamento começa aqui o período da tribulação. A Terra fica livre da presença da Igreja, da noiva, e o Espírito Santo deixa de exercer o ministério de restrição à ação livre de Satanás.
     
1) A vinda do Senhor (Parousia) - Se realizará na descida do Senhor Jesus do céu;

2) A Ressurreição dos Crentes - Depende da ressurreição de Cristo, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus, t trará juntamente em Sua companhia os que dormem;

3) Os mortos salvos Ressuscitarão primeiro – na ocasião da vinda do Senhor Jesus os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro (I Co 15:52);

4) O encontro com o Senhor - O encontro com o Senhor nos ares significa permanência no Novo Corpo Glorioso na Presença de Cristo que então deve proceder para a terra na companhia dos Santos;

5) Os vivos salvos serão transformados – num abrir e piscar de olhos (um milésimos de segundos) os salvos em Cristo serão transformados num corpo incorruptível para encontrar com Jesus nos ares. (I Coríntios 15:51-53);

6) A vinda do Senhor é certa e repentina como ladrão – quando menos se esperar acontecerá a volta do Senhor Jesus, por isso precisamos estar vigiando em todo tempo. (I Ts 5:1-3 Ap 16:15).

Esse evento compreende um período de sete anos, divididos em duas fases:

1ª fase = para Sua Igreja - virá em segredo, ou seja, ocasião do arrebatamento - os incrédulos serão deixados. Ocorrerá antes da grande tribulação. (I Ts 4:15-18)

2ª fase = Revelação - Tudo será público (Ap 1:7); Com profunda lamentação (Mt 24:30 e Zc 12:10); os incrédulos serão destruídos (Mt 25:41; virá ao Monte das oliveiras (Zc 14:4));
Muitos que estão nas igrejas não serão arrebatados, pois ainda não nasceram de novo (João 3:3). Assim também como o joio será queimado.
Mas os cristãos lavados e remidos no Sangue do Cordeiro serão arrebatados

Coroas reservadas para a Igreja do Senhor

1.  Coroa Incorruptível (I Co 9:25): reservada àqueles que abstém das ofertas e manjares oferecidas por satanás, não se deixando ser persuadido e tão pouco ser corrompido pelos desejos mundanos.
2.  Coroa da vida (Tg 1:12; Ap 2:10...): reservada àqueles que forem fiéis ao Senhor até a morte. Não se desvia nem para a direta, nem para esquerda, mas persevera fielmente e não nega seu nome em nenhuma hipótese. Assim como aconteceu com vários servos do Senhor, se preciso for morre pelo seu nome, mas não o nega. Esta coroa é reservada aos mártires e aos sofredores.
3.  Coroa de Glória (I Pe 5:2-4): reservada àqueles que servem de exemplo ao rebanho como ministros do Senhor que presidem com toda fidelidade. Vive o que prega e prega o que vive.
4.  Coroa da justiça (II Tm 4:8): guardada àqueles amarem a sua vinda, sendo justos em tudo, não se deixando corromper pela incerteza da volta do Senhor Jesus, tratando as almas no amor do Senhor e com toda justiça.
5.  Coroa da Alegria (Fl. 4:1): reservada àqueles que tem alegria de ver seu irmão firme na presença do Senhor.

Receberão Galardões

·         Os perseguidos (Mt 5.11-12);
·         Os humildes (Mt 6:1-3);
·         Os justos e os profetas (Mt 10:41);
·         Os que ensinam a justiça (Dn 12:3-6);
·         Os que doaram algo aos discípulos de Jesus (Mt 10:42).

 Sinais que antecedem a volta de Cristo (Arrebatamento)

·         Retorno do povo judeu à Palestina que aconteceu em 1948 (Jr 32:36-42 e Am 9:14:15);
·         Falsos Cristos (Mt 24:5 e Falsos Profetas Mt 24:11);
·         Guerras e rumores de Guerras (Mt 24:6);Fome, terremotos (Mt 24:7);
·         Amontoar riquezas materiais (Tg 5:1-6);
·         Multiplicação da iniquidade (Mt 24:12);
·         Como os dias de Noé (Lc 17:26-30 e Gn 6:5-11);
·         Multiplicação da Ciência (Dn 12:4);

Devemos estar sempre preparados para o grande encontro com o Senhor que ocorrerá a qualquer momento. (Mt 25:1-13). O dia e hora ninguém sabe. (Mt 24: 36 - II Pe 3:8); Tudo o que aconteceu e está acontecendo assinala, que de fato, estamos no fim “do fim”.

As Profecias se cumprem
     
Se verdadeiramente estivemos com nossos olhos espirituais atentos às profecias, é fácil saber que esta profecia era uma promessa à Israel.

      “Porei os meus olhos sobre eles, para seu bem , e os farei voltar a esta terra, e edificá-los-ei, e não os destruirei, e plantá-lo-ei e não os arrancareis”. (Jeremias 24:6).

      Depois dos ano 70 d.C., houve a diáspora (dispersão) do povo de Israel em virtude dos romanos terem destruído Jerusalém.
A Diáspora é fruto da idolatria e rebeldia do povo de Deus, o que fez com que este os tirasse da terra que lhes prometera e os dispersasse pelo mundo até que o povo de Israel retornasse com a devida obediência a Deus, onde seriam restaurados como uma nação soberana e senhora do mundo.

“Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão" (Mt 24.32-35).

Além da oliveira, da videira e do espinheiro, a figueira é uma ilustração de Israel, do judaísmo. Essas quatro "árvores" são mencionadas em uma passagem de Juizes (9.8-15). Além delas, também a romã é uma representação do povo judeu.
A figueira (Israel), reuniu seu povo disperso e tornou um País soberano "novamente", em 1948.
Passaram-se quase dois mil anos; e o que precedeu a figueira brotar novamente e se tornar “tenro” os seus ramos? Isto ocorreu, exatamente após as duas grandes guerras mundiais (nação contra nação; reino contra reino).

Se correlacionarmos os fatos da figueira (Israel), veremos que o "brotar novamente da figueira", em seu território, e o brotar das folhas (sua fixação e independência nacional) apontam para a proximidade da volta do Senhor Jesus!

Qual a geração que Jesus estava falando?      

A geração da figueira! (Uma geração na Bíblia é de 70,80 anos ou canseira e enfado - salmo 90:10)     
     Vemos que Jesus poderia estar falando, que não passaria a geração da figueira, portanto, creio que estamos vivendo a última geração, a geração da figueira (Israel) que foi plantada novamente em seu território; ou seja, a geração que contemplará a volta do Senhor à terra, para implantar o seu reino milenar e reinar com a igreja.
De 1948 para cá, estamos vivendo na beirada da tábua, e o que passar de 70/80 anos depois desta data “1948”... Será apostasia, blasfêmias e incredulidade (canseira e enfado).
Estamos vivendo então, o real tempo do fim, pois, juntamente com esta profecia, está se cumprindo as outras:   
·         Escarnecedores blasfemando e perguntando: “Onde está a promessa da sua vinda”? (II Pedro 3: 02 a 09);
·         A Ciência se multiplicou de 1948 para cá... (Daniel 12: 01-04);   
·         A impiedade e aumento de jovens revoltados contra Deus (II Timóteo 3:01-05);
·         A maligna intenção de anular a Cristo e sua ressurreição, através da chamada “nova era”.
·         O espírito do Anticristo e sua breve revelação através da “nova ordem mundial”.

Em 19 de maio de 1780, houve um escurecimento do sol e em vários lugares da América do Norte ficou tão escuro que ao meio dia chegaram a acender lumes, sendo que não foi um eclipse e para esse fenômeno não houve explicações cientificas até os dias de hoje.
      Esse dia ficou conhecido pela história como “o dia escuro” e no dia seguinte as nuvens se dispersaram para revelar a lua, que estava, de acordo com testemunhas oculares, vermelha como sangue.

Em 13 de novembro de 1833, realizou-se o mais maravilhoso espetáculo de estrelas cadentes, que os homens jamais presenciaram. Muitos chegaram a achar que já era o dia do Juízo.
Desde então os terremotos, os furacões, as altas marés, as pestes, as fomes, as devastações pelo fogo e pela água têm se multiplicado, bem como as doenças graves surgidas nos últimos tempos como o câncer e a multiplicação da AIDS, para não mencionar bactérias e outras doenças de Lyme, mal da vaca-louca, gripe do frango, gripe suína etc.

No século passado (século XX) foram presenciadas as duas primeiras guerras mundiais da história da humanidade, sendo que apenas na Segunda Guerra Mundial foram vítimas mais de 50 milhões de pessoas.
Desde 1945, foram mais de 150 guerras que causaram a morte de mais de 25 milhões de pessoas, havendo poucos dias de paz mundial.
Recentemente no ano de 2005 a geração atual pode contemplar fatos inéditos de maremotos, onde ondas gigantescas devastaram o litoral da índia, (Tsumani) causando a morte de mais de 200 mil pessoas. Outros furacões com nomes femininos de A a Z estão ocorrendo pelo mundo.

Outros sinais que precedem a volta de Cristo em escala mundial (II Tm 3:1-9)


Nas metrópoles e estendendo também por toda parte a droga está se alastrando de uma forma descomunal e ocorre uma guerra diária entre policiais e traficantes, não há mais segurança.
O desemprego, a corrupção, a violência, as pestes, a fome, as epidemias estão se alastrando de forma assustadora em escala mundial (Gn 6:11; Mt 24:37).
Na política já se cogita a inserção de uma moeda única, os países já estão se unindo com a tendência de um governo mundial, ex: ONU, OEA, COMUNIDADE EUROPÉIA, MERCOSUL, ALCA, A GLOBALIZAÇÃO ETC.
Como nos tempos de Noé se casam, dão se em casamento, se prostituem, aflora o homossexualismo, a subversão moral, o aborto o casamento do mesmo sexo.
A Terra está comprometida com o desamamento, a destruição da camada de ozônio, os meteoros que caem continuamente, os abalos sísmicos, a multiplicação da ciência e OVNIS conforme Daniel 12:4 e Lucas 21:11.
Os sinais religiosos também estão à vista, onde vemos as falsas seitas, os falsos cristos o ecumenismo o crescimento religioso as missões a renovação pentecostal, etc.
O Senhor diz em sua Palavra que o céu e a terra passarão, mas suas Palavras não hão de passar.
Tudo o que está acontecendo são as profecias se cumprindo e temos que tomar cuidado e vigiar o tempo todo para não cairmos em tentação, aguardando a trombeta soar.

A Grande Tribulação
A Tribulação é dividida em dois períodos de 3,5 anos. Nos primeiros 3,5 anos, o reinado do Anticristo será aparentemente bom para a Terra, mas a partir de 3,5 anos, Satanás tira a "máscara" e começa então, o que a Bíblia chama de "A Grande Tribulação".
ü    Começará depois que aquele que o detém for removido do caminho e intensificar o poder secreto da iniquidade (II Ts 2:6-8);
ü    O Anticristo (homem da iniqüidade) aparecerá (II Ts 2:3-10: Ap 13.1-181; 16:2; 17:9-18; 19:19-20);
ü    Um tempo de aflição em escala mundial (Mt 24:21-2; Ap 6:191);
ü    Aqueles que não creram no Senhor Jesus e se arrependeram antes do arrebatamento não terá mais nenhuma oportunidade (Mt 25:1-12: Lc 12:45-46; II Ts 2:10-12);
ü    Pessoas serão salvas durante esses dias (Dt 4:30,31; Ap 7:9-17; 14,6,7; 1:13);
ü    Será um tempo de perseguição para aqueles que forem fiéis a Jesus Cristo (Dn 12:10; Mt 24:15-21; Ap 6:9-1; 7:9-17; 9:3-5: 12:12-17; 13:7,15-17; 14:6,13; 17:6; 18:24: 20:4).
Na grande tribulação, o Anticristo vai verdadeiramente pôr as suas garras de fora e haverá uma perseguição muito grande àqueles que não aceitarem o seu governo, principalmente os judeus.
A Bíblia diz que o Anticristo será um homem, líder político, com extrema habililidade que se levantará dentre as nações com todo apoio político (Ap 11:2). Ele personificará o Diabo, mas se apresentará como se fosse Deus (Dn 11:36 e II Ts 2;3;4).
Os homens o admirarão e se alegrarão em servi-lo, pois ele será um gênio em todos os assuntos, tanto financeiro, militar, como político e falará coisas maravilhosas contra Deus, conforme Daniel 11:36.
Pelas profecias é revelada que a Besta ou Anticristo tem o número 666. Após o arrebatamento da Igreja será revelada a pessoa e o nome que representa a Besta (II Ts 2:7-8), sendo então revelado o iníquo.
O poder destruidor do Anticristo será habilitado pelo diabo para operar o mal numa escala nunca vista antes.
Haverá também o Falso Profeta que ministrará os cultos no domínio do Anticristo e será um líder religioso, operando grandes sinais como nunca visto antes e exigindo adoração para si. (Ap 13:11-14)
Será então fundada pelo Falso Profeta uma super igreja mundial de uma falsa religiosidade (II Tm 3:1-5). Haverá um grande avivamento mundial com sinais e prodígios, onde se unirão as seitas e credos religiosos, formando uma só igreja (II Ts 2:9).
Na primeira fase do Anticristo haverá paz mundial, união dos árabes com judeus, porém é uma falsa paz.
Na Segunda fase (Dn 7:21-25; Ap 13:7), o Anticristo romperá a aliança com os judeus e mostrará sua verdadeira face. Exigirá que os judeus o adorem , sendo então um período de grandes transformações políticas e econômicas.
Início das tragédias na Segunda fase
Deus vai visitar a terra e julgar esse mundo. Ele vai riscar de seu Livro as palavras misericórdia e piedade. Diz a Palavra: Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus Vivo.    
    Haverá cataclismos, o sol escurecerá, a lua se tornará em sangue, as estrelas cairão, haverá grandes terremotos, como nunca houve...haverá um silêncio quando Deus começar a soar as sete trombetas.
     
     A primeira trombeta - Apocalipse 8:7-Os homens vão se apavorar, Deus vai visitar a terra, cairá fogo e saraiva e destruirá a terça parte das árvores, a terça parte das plantas, vai faltar comida, vai ser tanta fome, que os homens comerão a carne de seu próprio braço...     

Mas quando isso estiver acontecendo aqui na terra, a Igreja que foi arrebatada, estará na glória com Cristo, participando das bodas do Cordeiro.
     
     A segunda trombeta - Apocalipse 8:8 - Será lançado no mar uma coisa, como um grande monte ardendo em fogo e a terça parte das águas se transformarão em sangue e os peixes morrerão.  

Terceira trombeta - Apocalipse 8:10 - Cairá do céu uma grande estrela, ardendo como uma tocha de fogo, ferirá os rios, os mares, formando águas amargas, além de não terem comida, não vão ter água para beber. No Livro de Amós 8:10-13 está escrito que as virgens formosas desmaiarão de sede.    
Mas, enquanto o povo da terra estiver sofrendo todas estas coisas, morrendo de sede, a Igreja estará no céu, bebendo da água da vida.

     Como é maravilhoso ser cristão, como é bom ter Jesus em nossa vida!
     
A quarta trombeta - Apocalipse 8:12 - A terça parte do sol, a terça parte da lua e a terça parte das estrelas serão escurecidos e a terça parte do dia também. Enquanto o mundo estiver aqui em densas trevas, o povo gemendo; a Igreja estará no céu totalmente iluminada pela glória de Deus.

A quinta trombeta - Apocalipse 9:1 - O Anjo abrirá um poço no abismo, sairão gafanhotos, aos milhares, Deus dirá: não comam nenhuma erva, não comam nenhuma fruta, somente carne humana, as armas dos homens não poderão detê-los, os homens vão se esconder, mas Deus vai mostrar os esconderijos dos homens, ninguém escapará; Deus vai deter a morte por cinco meses, as pessoas vão desejar a morte, mas não vão morrer, vão tentar se matar, mas a morte fugirá deles. Os gafanhotos terão dentes e vão ferir os homens como os escorpiões ferem. Deus estará dizendo: Juízo, juízo...
     
     A sexta trombeta - Apocalipse 9:15 - Serão soltos quatro anjos e matarão a terça parte dos homens, os corpos serão jogados no meio das ruas, haverá um mau cheiro na terra, os cemitérios não terão lugar...
     
     A sétima trombeta - Apocalipse 11:15, 16:17, 16:11, 16:21- Os homens serão atacados por uma chaga maligna dos pés à cabeça, pior que AIDS, pior que câncer, o sol irá aquecer sete vezes mais, imaginem, no Rio quando faz 40ºc é quase insuportável o calor, agora multiplique isto por sete; 280ºC de temperatura sobre toda a humanidade da terra, que não foram arrebatados com Cristo.
O profeta Zacarias disse que os homens morderão sua própria língua de tanta dor, será assim: até as orlas dos olhos, apodrecerão no próprio rosto. Depois diz diz a Bíblia: Deus vai enviar uma chuva de saraiva, cada pingo vai pesar um talento. Segundo a tabela de pesos e medidas do Novo Testamento, um talento pesa 12,600 quilos, mas a força da gravidade da terra torna este peso muito maior. Imagine o tamanho destas pedras caindo sobre a terra, casas bonitas, carros do ano, tudo vai se acabar...
O profeta Ezequiel 7:19 diz que a prata e o ouro será lançado fora, pelas ruas, como coisa sem nenhum valor, porque não poderão livrar o homem nos dias da Grande Tribulação.
      De acordo com interpretações de estudiosos em escatologia, a grande tribulação, terá um período de três anos e meio aproximadamente, sendo que o espaço entre o arrebatamento da Igreja e a manifestação de Jesus em glória, será sete anos (Dn 9.27; Ap 11.1,2; 12.6; 13.5-7).
      No final dos 7 anos, esse iníquo será destruído com a volta de Jesus, agora na Terra, "a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda".
      Cristo triunfará sobre o Anticristo e os seus exércitos (Mt 24.30,31, 2 Pe 3.10-13; Ap 19-11-21).
Os salvos em Cristo Jesus, selarão a sua fé com o seu sangue, pois o Anticristo e a falsa religião não permitirão que se confesse o nome de Cristo.

O Armagedom, a batalha final, ocorrerá no vale de Jesreel, onde nesse amplo e espaçoso, os exércitos do Anticristo estarão congregados para o ataque decisivo contra Jerusalém.
      Aí será um período máximo, onde se concentrarão os exércitos do mundo inteiro para a batalha final, conhecida como “a peleja do grande dia do Deus-Todo-Poderoso” (Ap 16-14-16).
     
     
    A igreja de Cristo não passará pela Grande tribulação
   
Fica evidente também pela palavra de Deus que terá misericórdia de seu povo, arrebatando-os antes da grande tribulação a qual diz: vós sendo maus, sabem dar boas cousas a vossas filhos, quanto mais o pai celestial...(Mt 7:11).
Qual é o pai que quer ver o sofrimento daqueles que são obedientes, quanto mais o Senhor nosso Deus.
Se considerarmos e enxergarmos as revelações da Sagrada escritura, podemos dizer que a noiva não passará pela grande tribulação, porque é uma promessa de Deus.

“...Porque guardaste a palavra... também eu te guardarei da hora da provação que há de vir...” (Apocalipse 3:10).

Somos o Corpo de Cristo e corpo deve estar junto com a cabeça (Mt 16:18).
De acordo com I Ts 4:17 a igreja será arrebatada antes por ser a luz do mundo, sendo que luz não poderá ficar junto com trevas (Mt 5:14,16 e 6:22). É também considerada Sal da terra e não pode ficar em meio a tanta podridão (Mt 5:13), bem como Ela é Santa, não pode sofrer as iniqüidade da besta (II Ts 2:8).

Podemos citar ainda o que aconteceu nos dias de Noé. Noé foi salvo em meio a grande tribulação do dilúvio, antes porem teve um arrebatamento que foi de Enoque (Gn 5:25).
Mais adiante vemos Ló sendo salvo em meio a grande tribulação da destruição de Sodoma e Gomorra, antes porem vemos Abraão separado ceiando com Elohim enquanto Ló passava por grande aperto e sendo salvo (Gn 18:17-33 e Gn 19).

Na ocasião da morte dos primogênitos no Egito, Deus preservou Seu povo tinham as marcas de sangue nos umbrais da porta, conforme Êxodo 12:13.
A Igreja de Cristo tem as marcas do cordeiro nos umbrais do coração e o Senhor preservará os seus escolhidos.

Deus não predestinou seu povo à sua ira vindoura e já foi preparar lugar nos aposentos eternos.

“Vai, pois, povo meu, entra nos teus quartos, e fecha as tuas portas sobre ti; esconde-te só por um momento, até que passe a ira”. (Isaías 26:20).

“Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar”. (João 14:2).

Também no Novo Testamento a parábola das 10 virgens. Cinco vão para as bodas e cinco ficam de fora, apesar de serem virgens, não eram mulheres quaisquer.  
As loucas ouviram o grito "eis aí o Noivo", mas não puderam sair-lhe ao encontro porque não tinham Luz. Tinham a Palavra (a lâmpada) mas não tinham o Espírito (azeite) que dá luz à Palavra.
Na tipologia bíblica, a mulher sempre tipifica igreja.

Jesus socorre Israel

            Finalmente chega o momento crucial em que Jesus descerá em nuvem de glória onde todo o olho o verá e terão que reconhecer o seu sacrifício na cruz do calvário. Mas para os salvos em Cristo já estará com ele gozando das bênçãos prometidas.

“Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém”. (Apocalipse 1:7).

Israel estará cercada pelos exércitos aliados do Anticristo, mas as nações amigas nada poderão fazer para ajudar os judeus, pois suas armas serão impotentes.
No momento da grande aflição e quando muito sangue já for derramado, os judeus clamarão a o Deus Todo-Poderoso, solicitando ajuda.
Jesus descerá em socorro de seus irmãos judeus que perguntam: “que furos são esses em suas mãos?” e Jesus responde: “Esses furos foram feitos em casa de meus amigos” (Zc 12:10 e 12:1-14). Nesta hora, dar-se-á a manifestação de Jesus, revestido com poder e glória (Isaías 52:8; Mateus 24:30 e todo Israel se converterá a Cristo, conforme Rm 11:26 e 66:8-12).

      O apóstolo Paulo, escrevendo aos crentes romanos, declara, que apesar de rejeitado por seu povo, jamais Deus desprezou Israel (Rm 10.20,21; 11.1-26).
      O povo de Israel rejeitou o messias e não creram nele e Jesus dizia que veio para os seus e eles não o aceitaram, mas bem aventurados os que não o viram, mas creram.

      Após livrar Israel do extermínio do Armagedom e derrotar o Anticristo, o Senhor Jesus seguirá direto para o Vale de Josafá. (Jl 3:12-14 (Vale a Decisão), onde terá início o julgamento das nações vivas.
     
      Haverá três classes para ser julgado no Tribunal
    
·          As ovelhas – ficarão do lado direito (Mt 25:33);
·          Os irmãos – ficarão diante do Rei (Mt 25:40);
·          Os bodes – ficarão do lado esquerdo (Mt 25:33).

Somente as nações bodes e nações ovelhas serão julgadas e então serão escolhidos aqueles que participarão do Milênio.

Obs.: Ovelhas são as nações pacíficas, amigas de Israel, abençoadoras (Gn 12:3.
Bodes são as nações inimigas aliadas do Anticristo que adoraram a besta.
Irmãos são os judeus, os irmãos de Jesus, segundo a carne.
      
    Depois de derrotado o Anticristo, Cristo estabelecerá na Terra seu reino milenar (II Ts 2.8; Ap 16.16; 19.15-21).
    O Milênio será um reino real que estará implantado o governo Teocrata sob o domínio de Jesus Cristo, o Príncipe da Paz.
   O objetivo é cumprir todas as alianças feita com o homem no decorrer dos séculos; impor a justiça e paz no mundo; exaltar sua soberania, como Rei dos reis e Senhor dos Senhores; estabelecer Israel como cabeça das nações; exaltar os fiéis de todos os tempos e subjugar definitivamente todos os inimigos de Deus.
Satanás é preso por mil anos (Ap 20.2,3).
    O reino de Cristo será compartilhado com o “povo santo do altíssimo”.
    Os que morreram em Cristo ressuscitarão entre os mortos e reinarão no milênio, porém os ímpios não ressuscitarão, somente hão de ressuscitar diante do grande trono branco, no Juízo Final.
        
     A Terra estará destruída totalmente após o Armagedom, restando apenas um terço (Zc 13:8).
     As nações serão constituídas por apenas um terço da humanidade, mas multiplicará durante o Milênio (Is 6:13).

     Durante o milênio
·         Não haverá mais guerra e as armas serão transformadas em máquinas agrícolas (Is 2:4; Mq 4:3; Jl 3:10).
·         As nações andarão segundo a Lei do Senhor (Fp 2:10-11);
·         Haverá jovens com 100 anos (Is 65:20);
·         O pecado será não subir a Jerusalém (Zc 14:7);
·         Não haverá mais enfermidades, defeitos físicos, pragas (Is 35:5,6);
·         Os judeus serão muito importantes (Zc 8:23;
·         Haverá Salvação (Zc 8:13);
·         A capital do mundo será Jerusalém (Jr 3:17);
·         Cristo estabelece seu Domínio Universal (Ap11:15; Zc 14:9).

Onde estará a Igreja?

-  Durante o milênio a Igreja estará com Cristo (Lc 9:27-36);
-          Terá um corpo glorioso- corpo incorruptível -(Fl 3:21);
-          Estará num corpo celeste (I Co 15:40);
-          Será como os anjos de Deus no Céu (Mt 22:30);
-          Estará com o Senhor em glória (Jo 14:2,3).

      A Nova Jerusalém é “A Casa do Pai” – que estará sob os céus e será vista da Terras por cauda da glória da manifestação do Senhor.

Final do Milênio

    Após o milênio, satanás será libertado por um pouco de tempo (Ap 20.7) e sairá a enganar as nações que usufruíram as bênçãos do Milênio.
Será para cumprir todo desejo de seu coração perverso e de sua natureza pecaminosa e incorrigível, mostrando que jamais o homem por si poderá se salvar...

    Estas nações são simbolicamente denominadas de Gogue e Magogue e serão tão numerosas como a areia do mar. Isto demonstra que seus membros foram tão rebeldes de coração, mesmo sob o reinado pessoal de Cristo. Serão destruídos com fogo do Céu.


    Conclusão

    O Juízo Final
   
    Os mortos ímpios serão julgados (Ap 20:11-15).
    Todos os mortos ressuscitarão, grandes e pequenos, reis rainhas, pobres, ricos e serão julgados pelo que conta escrito nos Livros, segundo suas obras.
    No Livro da Vida é mencionado que aqueles que não constam seus nomes, serão lançados no fogo e enxofre (Ap 20:15). Também há menção os justos que morreram no milênio.

    Em seguida satanás será lançado no lago de fogo, desta vez para sempre, ele e seus seguidores.
    Deus destruirá a terra atual (Sl 102.25,26; Is 34.4; 51.6; Ag 2.6; Hb 12.26-28; 2 Pe 3.7,10, 12).

      Deus criará um novo Céu e uma Nova terra (Ap 21.1-22.6; Is 51.6; 65.17; 66.22; Rm 8.19-21; 2 Pe 3.10-13). Porque a atual está contaminada, envelhecida pelo pecado do homem; antes limpa pelo juízo de Deus através do dilúvio (Gn 6:1:7).

      A Sagrada Escritura registra que os filhos de Deus são as pessoas mais felizes, porque sua esperança ultrapassa as expectativas da vida terrena. (I Co 2:9 e Ap 22:3-5)

      “Quem subirá ao monte do Senhor ou quem entrará no lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro coração; que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente” (Sl 24.3,4).

      Os habitantes da Nova Jerusalém serão os vencedores, redimidos do Senhor, os que têm as mãos limpas e coração puro, porém aos tímidos e aos incrédulos, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte.

      De acordo com a Bíblia, nada entrará que contamine esta nova cidade e não mais se lembrarão das coisas passadas (Isaias 66.22). Deus removerá todo os efeitos do pecado (2 Pe 3.13; Ap 21.4; 22.3, 15 Ap 21.1-3).

     

      Estamos preparados?

Que a cada dia possamos realmente estar preparados para subir com Jesus Cristo e desfrutar o gozo eterno com Ele.
Para os que não estiverem verdadeiramente ligados a Cristo na ocasião do arrebatamento, será terrível, pois poderá até clamar, mas não vai mais adiantar.
Aquele que não tem certeza, busque a Jesus enquanto é tempo, a porta ainda está aberta.
Hoje é o dia aceitável do Senhor é dia de salvação, ainda a tempo de evitar passar por todo esse sofrimento, Deus ama o pecador e quer salvá-lo.
Em Hebreus 3:15 está escrito: "Hoje se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações”. Eis aqui o tempo aceitável, o dia da salvação.
Jesus quer ser nosso amigo e faz de tudo para que o aceitemos e posamos ter uma vida transformada, convicto que seremos salvos.

 "Eis que estou a porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa". (Apocalipse 3:20).

Um irmão recém-convertido me contou um testemunho maravilhoso, onde orou ao Senhor e disse: “Senhor, como é bom servi-lo, porque o Senhor não me chamou antes para Sua obra?” Então ele ouviu o Senhor dizer em seu coração: “Eu sempre te chamei, mas você não me ouvia”.
     
Jesus quer entrar em nossas vidas, basta compreendermos sua voz e abrirmos nosso coração para Ele fazer morada.
Quem tem Jesus tem tudo, pois é uma pessoa abençoada e onde estiver Jesus estará também.

É preciso se preparar para esse grande encontro com nosso Senhor Jesus na sua volta; subir com Ele, escapando de todo o sofrimento que está reservado para os infiéis.

Os fieis serão galardoados e também verão ao Senhor Jesus assim como Ele é e brilharão como o sol, como as estrelas e como a lua.
Muito em breve as aflições terão fim e a Igreja do Senhor olhará para cima e num brado dissonante dirá:

“Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória” (Salmos 24:7).

O Senhor Jesus foi preparar lugar para seu povo onde as ruas e a praça são de ouro, os muros de jaspe, as portas de pérolas e o templo é o próprio Senhor; lá mão necessita de sol, nem lua, pois a lâmpada é o Cordeiro de Deus. (Apocalipse 21...). Tudo no céu é simplesmente perfeito.

“Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam”. (I Co 2:9).

Tudo já passou, a morte foi vencida, satanás já foi condenado, as dores e angustias não mais existirão e Jesus apresentará Sua igreja ao Pai para estarmos em Sua glória para sempre.
   
     O Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha. E quem quiser tome de graça da água da vida.

Ora vem Senhor Jesus! Ora vem Senhor Jesus!


Pr. Eri Carlos Ribeiro