A fidelidade de José - Pr. Eri Carlos

Defendendo o Campo de Lentilhas-Pr. Eri Carlos

Senhor, mostra-me o Teu Caminho

Resgatando as Ovelhas Perdidas

Resgatando as Ovelhas Perdidas
Jesus é o Bom Pastor. O bom pastor dá sua vida pelas ovelhas, ele deixa as 99 no aprisco e busca a que se desgarrou, trazendo-a em seus ombros. Enquanto perdemos nosso tempo com coisas supérfluas, muitas ovelhas estão perdidas e cabe a nós a missão do IDE para resgatar tais ovelhas que se desgarraram do aprisco do Senhor Jesus. Há uma estatística no Brasil de que 40 milhões de evangélicos pararam na beira do caminho, isso sem contar aqueles que não tiveram um encontro real com o Senhor. Não cabe a nós julgar a razão ou os "porquês", mas precisamos fazer alguma coisa para que o adversário de nossas almas não venha a se regozijar, e que o Reino de Deus venha a ser acrescentado com o número dos que hão de se salvar. Se você está desanimado ou parou nesta caminhada gloriosa, em nome do Senhor Jesus retome sua caminhada e seja um soldado de Cristo. Lembre-se que Ele deu a própria vida na cruz do calvário por mim e por ti e ainda nos garante a salvação. Deus te abençoe! Pr. Eri Carlos

Louvores Escritos

Livretes Cristãos

Bíblia OnLine

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Elevo os meus olhos para os montes

Elevo os meus olhos para os montes
Cântico dos Degraus
“Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro?” (Sl 122:1).

Introdução
Logo abaixo do texto na maioria das Bíblias vemos escrito: Cânticos dos Degraus que estão entre o Salmo 120 até o Salmo 134. Em outras traduções e extraído do hebraico Shir Hamaalot (המעלות שיר), o termo correto é Cântico de Ascensões ou Cântico de Elevações (subida) a qual se descreve o caminho de um peregrino que sai da terra da perdição até chegar à casa de Deus. Esses cânticos também são chamados de cânticos de romagem (ou ramaria), isso porque Israel usavam esses hinos quando se dirigiam à Casa de Deus nas festas culturais: Páscoa, das Colheitas, e dos Tabernáculos.
Faz nos lembrar de que tinham 15 Salmos (nos Cântico dos Degraus) e também 15 degraus entre o adorador e o Templo e eram costume do povo ir citando os Salmos, enquanto ia subindo.
Dentre os Salmos vemos que há uma citação e exaltação de confiança no Senhor Deus que somente Ele pode dar o livramento, a segurança, a paz, o consolo para o desprezado, a prosperidade, a bênção familiar e o perdão. Desta forma o salmista se humilha, tem zelo pela arca do Senhor, recorda das promessas feitas por Deus, se refere à união e ao amor fraternal entre os irmãos e exorta a bendizer o Senhor.
Quantas vezemos nos deparamos com certos degraus das adversidades que sobrevêm em nossas vidas como a enfermidade, a tribulação ou até mesmo a angustia de uma língua enganadora.
Tudo isso dói, mas lembramos de Paulo e Silas na prisão que estavam feridos e machucados pelo amor do Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo, então subimos esses degraus orando e cantando ao Senhor.
Suba os degraus e não pare de salmodiar o Senhor Deus, pregando ainda a paz e a bondade.
De onde me vem o socorro?
Na ocasião deste Salmo, fica claro que Davi estava enfrentando problemas gravíssimos e não podia resolvê-los por suas forças e desta forma recorre ao Senhor Deus.
O Salmista deixa bem claro que a segurança vem de cima e não do poder humano ou bélico para vencer as adversidades.
Nada adiantaria Davi ter uma cidade edificada sobre os montes com muralhas enormes e um forte exército, se o Senhor não estiver na frente como Galardoador de guerra para dar a vitória nas batalhas.
Da mesma forma para nossas vidas vêm os problemas e parecem avolumar cada vez mais à nossa frente como que um paredão intransponível, mas nessa hora fazemos como Davi e recorremos ao Senhor dos senhores e Rei dos reis.
O salmista faz a pergunta: Elevo os meus olhos para os montes, de onde me vem o socorro? Ele mesmo tem a resposta: O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra.
Elevar os olhos significa: Pôr num plano mais alto; alçar, erguer, levantar.
Quem eleva os olhos para os altos com fé no Todo Poderoso Deus, tem resposta.
Você tem tido esta confiança? Deus é nosso refugio e fortaleza.
Quem pede socorro?
Só pede socorro quem não tem mais forças para superar obstáculos e Deus é nosso socorro bem presente nas horas de angústia, basta crer.
Monte significa: Grande elevação natural de um terreno em relação ao solo que o cerca.
Quando citamos montes podemos recordar o que aconteceu no monte Moriá, quando Abraão já estava com o cutelo na mão para imolar Isaque, porém pela sua, Deus preparou um cordeiro, evitando que seu filho morresse. (Gn 22:1-19).
Deus tem um cordeiro preparado para você, basta crer no poder do Senhor e verá que o Cordeiro que tira o pecado do mundo está pronto para te socorrer.
No monte Carmelo pela fé Elias enfrenta os 450 profetas de Baal e 400 de Asera, onde Deus envia fogo como resposta, consumindo o holocausto e dando a vitória ao seu ungido. (I Rs 18:20...)
O maior acontecimento da história e prova de amor pela humanidade da história foi no Monte Calvário, seno que o Unigênito Filho de Deus, Senhor Jesus, ofereceu sua vida em sacrifício pelo perdão de nossos pecados.
Qual é o tamanho do seu monte? Será que é maior do grande Deus?
Não! Nada é maior que o Senhor nosso Deus que está assentado sobre o globo da terra (Is 40:22) e eis que as nações são consideradas por ele como um pingo que cai de um balde e como um grão de pó na balança; as ilhas são como pó fino que se levanta (Is 41:15).
Lutas e provas
Olhando para a História percebemos que vários homens de Deus passaram por varias provas, porém recorria ao Senhor Deus e a vitória estava garantida.
Na luta entre Davi e o gigante Golias, olhando pelos olhos humanos era impossível um moço como Davi derrotar um guerreiro preparado e experimentado de guerra como Golias. É que nesta peleja foi o Senhor que guiou o seu ungido, mostrando que na impossibilidade o impossível acontece para aquele que põe sua confiança no Altíssimo Deus.
Deus não desampara aquele que o busca de todo entendimento.
Podemos também citar Daniel na cova dos leões, onde o Senhor deu-lhe um livramento.
Josué ouviu a voz do Senhor e deu 13 voltas no muro de Jericó junto com o povo de Israel e o murro veio abaixo quando gritaram com todas suas forças.
Jonas quando estava no ventre do grande peixe clamou o Senhor e foi guardado por três dias e devolvido em terra seca para cumprir a missão que Deus tinha projetado para Nínive.
O rei Ezequias clamou ao Senhor Deus e foi lhe acrescentado mais quinze anos de vida.
O cego de Jericó clamava: Jesus Filho de Davi tem misericórdia de mim e Jesus se compadeceu restaurando sua visão.
Certa noite os discípulos estavam num barco e era noite, de repente o mar se agitou açoitando o barco, mas ele olha e vê alguém andando sobre o mar, chegaram a pensar que era um fantasma. Nesse momento Jesus grita para eles: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. (Mt 14:22-27)

O apóstolo Paulo estava com mais 275 pessoas no navio que saiu da rota pelo Euroaquilão, mas Deus envia seu anjo para lhe dizer que o navio iria afundar, mas nem um dos que com ele estava perderia sequer um fio de cabelo, pois estava dando o livramento.
E quantos outros poderiam ser citados que confiaram no poder de Deus e foram socorridos pela Sua gloriosa Majestade.

Conclusão
O inimigo te humilhou?
Clame ao Senhor que é fiel e justo para te socorrer e te exaltar e dar a vitória.
“O corajoso luta insiste e vence o covarde concorda, acomoda-se e desiste”.
Depois que o Senhor Jesus ressuscitou, ficando ainda 40 dias na terra instruindo seus discípulos, mas chegou o momento Dele ascender e ir para o Pai, onde mais de 500 pessoas viram este evento (I Co 15:6), e enquanto olhavam para o céu vendo Jesus subir, eis que dois homens vestidos de branco diziam-lhes: “Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir”. (Atos 1:11).
Isso tudo nos fortalece para que não andemos de cabeça baixa, mas que possamos olhar para o alto, donde vem nosso socorro e aguardar a gloriosa vinda do Senhor Jesus para buscar um povo zeloso, especial e de boas obras para juntos passarmos uma eternidade de gozo e glória.
"Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria." (Malaquias 4: 2).


Oh glória!  (Pr. Eri Carlos- 15/03/2015)